A saúde é a condição essencial para que alguém possa estudar, trabalhar e cumprir com sua rotina diária. Entende-se por saúde a ausência de doenças e a boa disposição física e mental. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reafirma esse conceito de saúde e o estende ao bem-estar social.

Diante desse conceito, é possível compreender a saúde como condição de bem-estar em sua totalidade. Veja como a saúde em seus aspectos físicos, mentais e sociais pode impactar na vida profissional das pessoas.

Bem-estar físico

O trabalhador tem cada vez mais uma rotina com muitos afazeres. Com isso, deixa de realizar atividades físicas. O sedentarismo é a falta de exercícios físicos regulares. Ele atinge grande parte da população e traz consequências sérias como doenças cardiovasculares, aumento do colesterol e hipertensão arterial, entre outras.

A melhor atitude a ser tomada contra o sedentarismo é a prática de exercícios físicos. Para isso, não é preciso virar atleta de uma hora para a outra. Os médicos recomendam no mínimo trinta minutos de caminhada em, pelo menos, três dias da semana.

Duas pessoas correndo

Durante a prática de exercícios, o corpo libera endorfina – hormônio responsável pela sensação de relaxamento e alegria. Por esse motivo, quando alguém pratica exercícios, fica mais disposto e consegue concluir a rotina profissional com mais ânimo.

Bem-estar mental

O trabalho é muito importante, mas existem pessoas que são viciadas em trabalho e não conseguem se desligar nem quando estão de folga. Muitas vezes, o profissional tem medo de ser improdutivo e evita o ócio, deixando até de dedicar um tempo a si mesmo.

Para um bem-estar mental, é necessário prezar pela qualidade do tempo livre. O lazer não pode ser visto como improdutivo, porque é um tempo que o cérebro precisa para se refazer. O fato de as pessoas estarem constantemente trabalhando e se ocupando leva a um enorme desgaste.

O trabalhador com cansaço mental não consegue desempenhar suas tarefas corretamente. Isso pode gerar desânimo e tristeza, desencadeando, por fim, um caso depressivo.

Bem-estar social

Vivemos um fenômeno atual em que as pessoas se relacionam a maior parte do tempo por meio da internet. O espaço para o convívio social tem ficado cada vez mais estreito. É preciso aprender e reaprender a conviver socialmente.

O ser humano tem necessidade de se sentir importante em seu grupo social. Por isso, além do grupo de trabalho, a participação em grupos culturais, religiosos, filosóficos e outros, auxiliam no engajamento social.

Pessoas que se integram grupalmente sentem que são apoiadas e conseguem passar por dificuldades com mais facilidade.

A saúde não é apenas sobre não ter doença, ela é o bem-estar físico, mental e social. Sendo assim, é muito melhor agir na preservação da saúde, cuidando para promovê-la integralmente, do que trabalhar com as consequências.

Sem dúvidas, uma pessoa saudável em todos os aspectos abordados será um profissional assíduo, comprometido, animado e feliz. A saúde impacta positivamente na vida profissional.

Quer acompanhar mais conteúdos sobre saúde e bem-estar? Inscreva-se no Clube IBBL e nos siga no Facebook e Instagram.